Multa por ultrapassagem irregular vai ficar até dez vezes mais cara

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Flagrantes da irresponsabilidade dos motoristas: ultrapassagens arriscadas, pela contramão, pelo acostamento, que costumam resultar em acidentes graves.

A batida de frente é uma das principais causas de morte no trânsito. Ainda este ano, a multa por ultrapassagem irregular vai ficar até dez vezes mais cara.

Flagrantes de perigo foram registrados esta semana na rodovia federal que liga Minas Gerais ao Espírito Santo. Um carro invade a contramão e ainda pisca o farol, para quem vem no sentido contrário, em um trecho onde ultrapassagem proibida.

Um motorista usa o acostamento e corta uma fila de carros pela direita. “Você vê a fila, você pode esperar que já vem um passando por você, não respeitam de jeito nenhum”, diz João Nunes, artesão.

“Hoje mesmo eu estava vindo e uma carreta cortando a outra, eu tive que desviar e quase bati em outro carro”, conta Marcelo Siqueira, aposentado.

A consequência das ultrapassagens irregulares, muitas vezes, é uma batida de frente. Apesar de representar apenas 3% do total de acidentes nas BRs, a colisão frontal é responsável por um terço das mortes, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

Minas é um dos estados com mais multas por este tipo de manobra proibida. Fica atrás apenas do Paraná. A partir de novembro, multas por ultrapassagem irregular vão ficar até 10 vezes mais caras. A mudança no Código de Trânsito Brasileiro é para tentar reduzir o número de mortes.

Segundo a lei, publicada em maio deste ano, a infração para quem ultrapassar pelo acostamento passa a ser considerada gravíssima. E a multa aumenta de R$ 127,69 para R$ 957,70.

O mesmo valor será pago pelo motorista que ultrapassar pela contramão. Neste caso, se o erro for cometido, novamente, em até 12 meses, o pagamento será em dobro, R$ 1.915,40.

A punição vai ficar mais rigorosa se o motorista criar uma situação de risco, mesmo em trechos onde a ultrapassagem é permitida. Ele pode perder o direito de dirigir. Se houver reincidência, ainda terá de desembolsar quase R$ 4 mil. “Você com certeza vai pagar com a vida e a pior parte é que terceiros também vão pagar por esse seu erro”, diz Aristides Júnior, inspetor da Polícia Rodoviária Federal.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2014/08/multa-por-ultrapassagem-irregular-vai-ficar-ate-dez-vezes-mais-cara.html

Fonte: Aleixo & Associados

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
A expectativa é que a Medida Provisória (MP) 656/2014 diminua…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat